domingo, 13 de setembro de 2009

SERMÃO DE CASAMENTO.


 

"Em maio de 98, escrevi um texto em que afirmava que achava bonito o ritual do casamento na igreja, com seus vestidos brancos e tapetes vermelhos, mas que a única coisa que me desagradava era o sermão do padre:
"Promete ser fiel na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, amando-lhe e respeitando-lhe até que a morte os separe?"
Acho simplista e um pouco fora da realidade. Dou aqui novas sugestões de sermões:

- Promete não deixar a paixão fazer de você uma pessoa controladora, e sim respeitar a individualidade do seu amado, lembrando sempre que ele não pertence a você e que está ao seu lado por livre e espontânea vontade?

- Promete saber ser amiga(o) e ser amante, sabendo exatamente quando devem entrar em cena uma e outra, sem que isso lhe transforme numa pessoa de dupla identidade ou numa pessoa menos romântica?

- Promete fazer da passagem dos anos uma via de amadurecimento e não uma via de cobranças por sonhos idealizados que não chegaram a se concretizar?

- Promete sentir prazer de estar com a pessoa que você escolheu e ser feliz ao lado dela pelo simples fato de ela ser a pessoa que melhor conhece você e portanto a mais bem preparada para lhe ajudar, assim como você a ela?

- Promete se deixar conhecer?

- Promete que seguirá sendo uma pessoa gentil, carinhosa e educada, que não usará a rotina como desculpa para sua falta de humor?

- Promete que fará sexo sem pudores, que fará filhos por amor e por vontade, e não porque é o que esperam de você, e que os educará para serem independentes e bem informados sobre a realidade que os aguarda?

- Promete que não falará mal da pessoa com quem casou só para arrancar risadas dos outros?

- Promete que a palavra liberdade seguirá tendo a mesma importância que sempre teve na sua vida, que você saberá responsabilizar-se por si mesmo sem ficar escravizado pelo outro e que saberá lidar com sua própria solidão, que casamento algum elimina?

- Promete que será tão você mesmo quanto era minutos antes de entrar na igreja?
Sendo assim, declaro-os muito mais que marido e mulher: declaro-os maduros."


(Mario Quintana )

57 comentários:

  1. Silvana

    E, prometendo e cumprido o prometido, certamente seriam mesmo FELIZES PARA SEMPRE...

    Beijos e bom domingo.

    ResponderExcluir
  2. Silvana.

    Mário Quintana sempre a nos encantar com suas palavras!

    Ser feliz é algo que precisa de empenho e muito amor e não adianta apenas prometer algo que sabemos ser difícil de cumprir.
    Concordo plenamente com a Dulce:
    ..."prometendo e cumprido o prometido" é uma forma de acabar com um final muito feliz!

    ResponderExcluir
  3. boa noite,td bem?
    passei p agradecer e retribuir a visita.
    gostei dos 2 cantinhos,parabéns.
    fica bem,jinhos***

    ResponderExcluir
  4. Silvana Nunes. Que belo sobrenome, pois um aluno em meus atendimentos diários possui este sobrenome. Este que se fosse definir em uma palavra, seria DIVERSÃO. Todas as manhãs me faz sorrir. Alegria é marca registrada em seu perfil. Sabes, com suas limitações que são tamanhas, pois é deficiente, mostra pra mim que superação é fazer valer o privilégio que o criador nos deu para sermos seu sopro de vida, boca profética de boas novas, afinal nada está perdido. Bem. Interessante palavra bela, que significa que interessa, que atrai a atenção, simpático, atraente. Meu cantinho ficou mais interessante por seu pouso e suas saudações florestais, oxigenal. Obrigada.

    Seja bem vinda sempre!

    Beijos

    Priscila Cáliga

    ResponderExcluir
  5. Silvana, que coisa mais linda essa postagem. Me faltam adjetivos para comentá-la. Acheim muito lindo esse seu blog. Também não vou seguí-lo. Vou perseguí-lo. Beijos e um ótimo domingo para você. Manoel.

    ResponderExcluir
  6. muy lindo visitame
    http://blogermaniax.blogspot.com/
    http://descargasfrank.blogspot.com/
    http://myblogermania.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Dois escritores me encantam sempre : Quintana e Rubem Alves...Amei sua visita, pena não poder deixar um recadinho...Bjs e ótima semana!

    ResponderExcluir
  8. Silvana, parabens que blog lindo....ameiii...parabens, e que sermão do M.Quintana, adorei,voltarei para ver mais posts...to seguidora,
    bjs
    Paula

    ResponderExcluir
  9. Desde mis BLOGS:

    --- HORAS ROTAS ---

    y

    --- AULA DE PAZ ----

    quiero presentarme

    en esta nueva apertura

    del eminente otoño.

    Tiempo que aprovecho

    ahora para desear

    un feliz reingreso en

    la actividad diaria.

    Así como INVITAROS

    a mis BLOGS:

    --- HORAS ROTAS ---

    y

    --- AULA DE PAZ ----

    con el deseo de que

    estos sean del agrado

    personal.

    Momentos para compartir

    con un fuerte abrazo de

    emociones, imaginación y

    paz. Abiertos a la comunicación

    siempre.


    afectuosamente :
    ´´

    ---TE SIGO---MEU CADERNO DE POESIAS----


    jose

    ramon…

    ResponderExcluir
  10. Oi, Silvana!
    Tudo de bom e belo por aqui: Quintana, Jorge de Lima, entre outros.
    Esse visual deslumbrante e delicado ao mesmo tempo.
    Casamento deveria ser isso mesmo, união de afetos e almas, maturidade...
    Farei teu link no Blogs Amigos.
    Beijinhosssss

    ResponderExcluir
  11. Olá Silvana! Vi seu comentário em meu blog e estou aqui para agradecer, e dizer que estou gostando do que estou vendo aqui em seu espaço...espero que possamos estar sempre em contato.
    Abraços.
    Waleria.

    ResponderExcluir
  12. Parabéns pelo blog, a música "natural" é demais!!!
    Obrigada pela visita em nossa página do Ballet Coppélia do Brasil.
    Um grande abraço.
    Equipe do Ballet Coppélia do Brasil-Curitiba-PR
    http://www.balletcoppeliadobrasil.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  13. E, ainda assim, serão "promessas"...
    Ninguem conhece o dia de amanhã: nem nós, nem os pastores de almas...
    O texto está bem agarrado, e é isso que conta; não o conceito.

    Beijinho
    João

    ResponderExcluir
  14. Muy buena reflexion...antes de la boda deberiamos pènsar todas esas cosas ....estar juntos hasta que la muerte nos separe no significa solo estar sino cumplir todo lo que comenta tu post ....

    Encantada de conocerte ....

    Nos vemos

    UN SALUDO

    ResponderExcluir
  15. Postagem super-especial.

    Adorei a imagem.

    Beijos

    ResponderExcluir
  16. Silvana, muito bom o seu blog. Parabéns. E este sermão do Mário Quintana, é tudo de bom. Abraços perfumados

    ResponderExcluir
  17. Obrigada pela visita e comentário. Paz Profunda!

    ResponderExcluir
  18. Olá,querida!
    Seu blog é lindíssimo.Muito bom gosto "O Sermão
    de Quintana".
    Tem selo pra vc no meu blog ..."BLOG DORADO"
    seu blog merece. Beijos,
    Cibele

    ResponderExcluir
  19. Boa tirada, essa do Mário Quintana!

    Cumprimentos meus

    ResponderExcluir
  20. Simpática Amiga:
    Li o seu texto carinhosamente. "Coisas" que concordo, "coisas" com que não concordo.
    Quando era mais novo, devorei os livros existencialistas, nomeadamente de Jean Paul Sartre e Albert Camuns, que expunham e dissertavam sobre a sua filosofia e sobre instantes do quotidiano das pessoas que expressavam e conquistaram um lugar na História da Literatura Mundial.
    Um deles, aborda a problemática do casamento: "A Idade da Razão". O casamento só pode interferir no bem-estar e felicidade dos cônjuges se for possessivo, com ausência de liberdades pessoal de ambos ou uma "prisão" doentia. É, exactamente, o que pensava e, salvo, algumas "coisas" que deveriamos, por força da maturidade e do conhecimento constatado, ainda concordo.
    Olhe, isto dava "pano para mangas", mas só quero expressar-lhe o meu fascínio pelo seu maravilhoso blogue e aplaudir a sua autora pela profundidade e imensa riqueza dos assuntos tratados aqui.
    Isto é pleno de harmonia, deslumbre e maravilhoso. Perfeito.
    Beijinhos amigos...
    Com imenso respeito e estima.
    Maravilhado pelo seu notável talento e extraordinário encanto...

    pena


    Adorei! Parabéns sinceros.

    ResponderExcluir
  21. Olá Silvanita

    Antes do mais, quero dizer-te uma coisa:

    Em 1986 conheci o Mário Quintana, o grande Mário Quintana, no Hotel Magestic, onde vivia, em Porto Alegre. Sina minha, ter tido a sorte - ou ter feito por ela - de encontrar gente tão boa e com ela conviver na medida do possível. Saravá.

    Tive duas longas conversas com ele, em dias seguidos e escrevi - não uma entrevista, porque não o avisara disso, apenas trocámos ideias e conceitos e essas coisas assim - no Diário de Notícias aqui de Lisboa, um texto longo que aqui não cabe transcrever.

    No meio da charla polícroma e desarrumada - adora que seja assim, como sempre fui, sou e serei... - veio à baila a Academia, onde ele nunca entraria, ainda que o tivesse tentado e por três vezes.

    Registo o que me disse, com fina ironi, mas também tristeza e mágoa q.b., quase ipsis verbis: «Só atrapalha a criatividade. O camarada lá vive sob pressões para dar voto, discurso para celebridades. É pena que a casa fundada por Machado de Assis esteja hoje tão politizada. Só dá ministro...»

    Muito obrigado por me teres feito relembrar um tamanho Autor. E também pela tua visita e inscrição na Minha Travessa.

    Agora, espero de ti muitos cumentários (com o) e, já agora, que divulgues aos teus «capangas» que eu existo, que adoro o Brasil (de que conheço bastante e com algum pormenor) e que não sou, de todo, mau rapaz... a caminho dos 68 - no próximo domingo, 20. Aceito prendas - boas e valiosas...

    Qjs = queijinhos = beijinhos

    ResponderExcluir
  22. CONTENSIMA POR QUE HAS ESTADO EN LA QUE YA ES TU CASA, ME HA ENCANTADO LA TUYA
    MOITOS BESOS PA BOSE

    ResponderExcluir
  23. ERA A TARDE MAIS LONGA DE TODAS AS TARDES
    QUE ME ACONTECIA
    EU ESPERAVA POR TI, TU NÃO VINHAS
    TARDAVAS E EU ENTARDECIA
    ERA TARDE, TÃO TARDE, QUE A BOCA,
    TARDANDO-LHE O BEIJO, MORDIA
    QUANDO À BOCA DA NOITE SURGISTE
    NA TARDE TAL ROSA TARDIA
    QUANDO NÓS NOS OLHÁMOS TARDÁMOS NO BEIJO
    QUE A BOCA PEDIA
    E NA TARDE FICÁMOS UNIDOS ARDENDO NA LUZ
    QUE MORRIA
    EM NÓS DOIS NESSA TARDE EM QUE TANTO
    TARDASTE O SOL AMANHECIA
    ERA TARDE DE MAIS PARA HAVER OUTRA NOITE,
    PARA HAVER OUTRO DIA.
    MEU AMOR, MEU AMOR
    MINHA ESTRELA DA TARDE
    QUE O LUAR TE AMANHEÇA E O MEU CORPO TE GUARDE.
    MEU AMOR, MEU AMOR
    EU NÃO TENHO A CERTEZA
    SE TU ÉS A ALEGRIA OU SE ÉS A TRISTEZA.
    MEU AMOR, MEU AMOR
    EU NÃO TENHO A CERTEZA.
    FOI A NOITE MAIS BELA DE TODAS AS NOITES
    QUE ME ACONTECERAM
    DOS NOCTURNOS SILÊNCIOS QUE À NOITE
    DE AROMAS E BEIJOS SE ENCHERAM
    FOI A NOITE EM QUE OS NOSSOS DOIS
    CORPOS CANSADOS NÃO ADORMECERAM
    E DA ESTRADA MAIS LINDA DA NOITE UMA FESTA
    DE FOGO FIZERAM.
    FORAM NOITES E NOITES QUE NUMA SÓ NOITE
    NOS ACONTECERAM
    ERA O DIA DA NOITE DE TODAS AS NOITES
    QUE NOS PRECEDERAM
    ERA A NOITE MAIS CLARA DAQUELES
    QUE À NOITE AMANDO SE DERAM
    E ENTRE OS BRAÇOS DA NOITE DE TANTO
    SE AMAREM, VIVENDO MORRERAM.
    EU NÃO SEI, MEU AMOR, SE O QUE DIGO
    É TERNURA, SE É RISO, SE É PRANTO
    É POR TI QUE ADORMEÇO E ACORDO
    E ACORDADO RECORDO NO CANTO
    ESSA TARDE EM QUE TARDE SURGISTE
    DUM TRISTE E PROFUNDO RECANTO
    ESSA NOITE EM QUE CEDO NASCESTE DESPIDA
    DE MÁGOA E DE ESPANTO.
    MEU AMOR, NUNCA É TARDE NEM CEDO
    PARA QUEM SE QUER TANTO!

    ResponderExcluir
  24. Cara Silvana,

    Esta é a minha primeira visita!
    Gostei muito do poema, parece que temos todos que nos render ao belíssimo poeta que é Mário Qintana.

    Quando esteve no meu Blogue disse que voltaria com os seus óculos, ou algo assim.
    Lembra-se? pois parece-me que não precisou deles.

    Bj.
    Fernanda Ferreira

    ResponderExcluir
  25. Silvana

    Vim agradecer a visita e encontrei este texto incrível de Quintana. Ele é maravilhoso, não é? Adorei o som das águas... Me acalmou. :) Beijos.

    ResponderExcluir
  26. Olá Silvana,
    Fiquei muito feliz com suas palavras e de receber sua nobre visita.
    Agora venho sempre aqui beber com os olhos e respirar o ar tranqüilo das suas belas passagens e poesias.
    Muito obrigado, volto sempre.

    ResponderExcluir
  27. Fiquei feliz com tua visita e assim, a oportunidade de te conhecer. Esse texto diz tudo. Para existir esse PARA SEMPRE precisa cumplicidade com respeito e muiiiiiiiita maturidade. beijos,tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  28. Que bom ter passado por aqui.
    voltarei.
    Beijoca.
    Nilda.
    http://meucantin5.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  29. Olá!
    AAdorei o teu blogue!
    Convido-te para jantar comigo um peixinho delicioso e a seres mais e mais feliz e alegre (claro que já és feliz e alegre, mas podemos ser sempre mais!
    Bj
    Mena

    ResponderExcluir
  30. Adorei a visita e seu blog é uma delicia..ficarei por aqui, logo ali te per (seguindo)bjs

    ResponderExcluir
  31. Muito interessante este texto do Mário Quintana. Eu não o conhecia. Será que é por isso que ele não se casou, rsrsrs?
    Casamento é uma faca de dois gumes... Confesso que se eu soubesse disso, jamais teria me casado...
    Liberdade é essencial ao ser humano e quando somos casados, perdemos e muito do brilho dessa palavra.

    Adorei vê-la com o Suassuna. Sou fá incondicional desse autor.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  32. Mário Quintana um dos poetas maiores!... Muito boa escolha portanto.

    Beijinho
    (vou voltar para ler mais do que aqui tem que me pareceu muito bem.)

    ResponderExcluir
  33. Mário Quintana é sempre bem vindo para alma. Obr pelo comentário e visita. Retrinbuindo e adicionando seu blog. Abr

    ResponderExcluir
  34. Quero agradecer a tua visita no meu blog, ainda que näo deixou nenhum comentario.
    Gostei muito do que vi por aqui.
    Se quizer, podemos falar em portugués. Eu morei no Brasuil até os 16 años e embora já levo na España 45, nunca esqueci.
    Assim, que que voltarei.
    Uma curiosidade: Como você achou-me?
    Um beijinho
    Um beijinho, amiga

    ResponderExcluir
  35. Oi, tudo bem?

    Sei que você é seguidor/a do blog e gostaríamos de te convidar a fechar este ano conosco com uma resenha sua para o nosso cronograma de fim de ano.
    Sim, já estamos trabalhando com as resenhas para o último mês desse ano e os seguidores do blog sao os nossos convidados.

    Você poderá fazer uma resenha de algum livro que você já tenha lido; Que tenha gostado ou nao.

    Mas antes dá primeiro uma olhadinha no nosso arquivo para nao enviar uma resenha que já tenha sido postada.

    http://oqueelasestaolendo.blogspot.com/2008/04/o-que-elas-esto-lendo.html

    Obrigada Georgia e Flávia

    ResponderExcluir
  36. Bem... se este sermão fosse na realidade utilizado, certamente que 70% dos casamentos não se realizariam isto porque... a maioria das pessoas que já se casaram e aquelas que pretendem vir a casar, jamais souberam ou saberão tanto entender, como a aceitar o facto que, uma saudável e duradoira relação a dois só é possível com mutuo respeito, cedências, sinceridade e um super espírito criativo para manter a chama da paixão sempre com a mesma densidade quando a mesma se iniciou pela primeira vez.
    Amar sempre foi é, e será sempre fácil e maravilhoso, o difícil está em as verdadeiras regras do amor respeitar!

    Adorei visitar o seu blogue ele está muito bem elaborado gostei muito do tema (imagem) de fundo inspirou-me confiança e tranquilidade, prometo voltar mais vezes.

    Mil Poéticos beijinhos...
    Um sincero obrigado pelo seu lindo e generoso comentário ao meu texto "Existe um..."

    Ps:
    Desculpe-me o meu péssimo português pois como professora de português que vc é, certamente irá reparar nisso.

    ResponderExcluir
  37. Obrigada, Silvana, por ter passado no meu "palco". Adorei estas sugestões e Mário Quintana, enfim, é Mário Quintana. Gostei também muito de saber que é professora como eu :).

    Um beijo do lado de cá.

    ResponderExcluir
  38. Silvana Nunes , meus cumprimentos pelo belíssimo recanto Literário, tudo de muito bom gosto,
    Efigênia Coutinho

    ResponderExcluir
  39. Bom foi te encontrar ! Porque pessoas assim como vc que irradia alegria de viver para mim é luz.Gostei de tudo e voltarei sempre para ler e aprender mais..beijo de luz e tem premio em meu blog para ti princesa.

    ResponderExcluir
  40. Minha querida nova amiga, obrigado de coração pela sua visita ao Livro, e claro, pelas palavras deixadas, volte sempre que puder e desejar, seu blog tambem é maravilhoso, leve um beijo na alma e o desejo que tenha um belo final de semana...

    ResponderExcluir
  41. Com esta nova versão...acho que ficavam mais bem casados !!! Beijo e bom fds Graça

    ResponderExcluir
  42. Sensacional! Não conhecia, mas não poderia ser de autor diferente! Mario Quintana sempre foi um expert em indagar a vida, um questionador da verdadeira beleza de viver.
    Foi um prazer conhece seu blog,
    Grande abraço

    ResponderExcluir
  43. Silvana
    Obrigada pela sua presençano meu espaço
    Gostei de a receber.
    Aquele espaço tbm é seu,...


    Gostei de ler Mário Quintana fico felis por tbm ser professora...

    beijos

    ResponderExcluir
  44. Eu não conhecia este texto de Quintana, amei ler, sempre achei que o final também não seria até que a morte os separe, mas até que a vida os separe...
    Obrigado pela visita, venha sempre
    beijo e lindo final de semana

    ResponderExcluir
  45. Quero agradece-te a visita simpática ao lidacoelho.
    Quero tambem dizer-te que sou casado já lá vão 26 anos. Hoje voltaria a fazer o mesmo e de preferência com a mesma mulher.
    A Igreja abençoa o casamento e torna-o público.
    Quem faz o casamento e o celebra são os casais e isso acontece todos os dias.
    Não te prendas a rituais perdidos no tempo.
    Quando deres um beijo ao teu marido fá-lo com tanto carinho como se fosse a primeira vez.
    Será isso a celebração diária do nosso casamento.
    Sei que os meus filhos não vão seguir os meus caminhos. Seguirão os deles.
    Até aqui estive por perto e foram ouvindo e partilhando connosco as preocupações e os sonhos. Hoje tudo mudou e quer aceite ou não os caminhos são diferentes. Eles estão construindo suas vidas ao seu jeito.
    Peço a Deus que os ajude e os abençoe.

    ResponderExcluir
  46. Mais uma contadora de historias,lindo blog.
    Beijos

    ResponderExcluir
  47. Olá amiga Silvana! Deixe-me trata-la assim, por ser aprimeira seguidora do meu blogue!Obrigada pelo eloguio. Depois de ver o seu blogue, não me enganei no que escrevi no outro comemtario, ao dizer que ia aprender muito com a Silvana. Pois já descobri um grande poeta que me era desconhecido: Quintana.O próximo livro que vou comprar vai ser dele.O sermão do casamento é formidavel, e o acressento ainda mais. Mas não há medidas para o amor, a medida do amor é, amar sem medida.Muitos parabéns pala beleza inconfudivel do seu blogue. Vou ficar fá dele. Saudações da Zéza Coutinho Viana Arte. Portugal

    ResponderExcluir
  48. Fantástico!!
    Conseguiu fazer-me sorrir. Peço autorização para utilizar este post no meu blog. Se não achar bem, diga que eu retiro.

    ResponderExcluir
  49. Maravilhoso Silvana, venho sempre ao seu blog, pois sinto a poesia como alimento da alma

    Parabéns

    ResponderExcluir
  50. Dei por aqui uma volta.

    Achei interessante o seu blog.

    Bjs

    ResponderExcluir
  51. Lindo!!!
    Adorei esse blog. É tudo de bom!

    ResponderExcluir
  52. Gostei do seu blogue e partilho seus pontos de vista. Tenho a este propósito um comentário em:
    http://lepac-lepac.blogspot.com/2009/04/liberdade.html, para quando quiser ver.
    Apreciei muito a sua visita e só espero ser merecedor. Tem em mim um admirador.

    ResponderExcluir
  53. Quintana dos quintanares que aprendi a ler desde o inicio dos tempos...Aqui em Piracicaba mora o sobrinhoo de Quintana com a sua parentalha. domingo saiu uma entrevista e o sobrinho conta um pouco sobre a vida do Poeta.Ana Marly de oliveira Jacobino

    ResponderExcluir
  54. POSTAGEM COMPLETA. DESCUPE O ERRO. "Quintana dos quintanares que aprendi a ler desde o inicio dos tempos...Aqui em Piracicaba mora o sobrinho de Quintana com a sua parentalha. Domingo saiu uma entrevista no Jornal de Piracicaba sobre Mário Quintana e o sobrinho conta um pouco sobre a vida do Poeta."Ana Marly de oliveira Jacobino

    ResponderExcluir